A importância de gerir o consumo de energia

Como Fator de Produção

A energia deve ser considerada tão importante como o trabalho, o capital e as matérias-primas. Por isso, gerir a energia é tão importante como gerir os recursos humanos ou financeiros da sua empresa.

Como Processo Continuado e Indispensável em qualquer Empresa

A gestão da energia deve começar logo na fase de projeto das instalações e na escolha dos equipamentos, como opção racional sobre a forma de energia a consumir e a seleção dos meios de produção que apresentem a maior eficiência energética. No entanto, isto não quer dizer que as ações de gestão energética fiquem por aqui, ou que não tenham que ser realizadas em instalações já existentes.

Como Conhecimento dos Sistemas Consumidores

A valorização das economias de energia, possíveis de realizar pela via da gestão energética, conduz a benefícios que podem repercutir, de forma global, a nível nacional e, de forma direta e imediata, a nível do consumidor com, entre outras, as seguintes vantagens:

  • Aumento da eficiência do sistema energético;
  • Redução da fatura energética;
  • Acréscimo de produtividade da empresa em quaisquer sectores de atividade, benefícios de exploração;
  • Aumento da competitividade no mercado interno e externo ou aumento de disponibilidades para outros fins;
  • Conhecimento mais profundo das instalações e do custo energético de cada fase, processo ou sistema;
  • Acesso a comparticipações financeiras diretas ao investimento.

Como Benefícios para o Consumidor

A gestão de energia deve assentar no seu conhecimento, através do desenvolvimento de Auditorias Energéticas periódicas e na consequente elaboração de Programas de Atuação e Investimento nesta área, a fim de se reduzir os consumos e/ou efetuar substituições de energia.